CONTATE-NOS: (43) 9 9637-4163

NOTÍCIAS

Home | Notícias | TRABALHO EM ALTURA NR35

TRABALHO EM ALTURA NR35

É considerado trabalho em altura toda atividade executada acima de 2,00 metros do nível inferior, onde haja risco de queda.

35.3.2 Considera-se trabalhador capacitado para trabalho em altura aquele que foi submetido e aprovado em treinamento, teórico e prático, com carga horária mínima de oito horas, cujo conteúdo programático deve, no mínimo, incluir:

a) normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura;

b) análise de risco e condições impeditivas;

c) riscos potenciais inerentes ao trabalho em altura e medidas de prevenção e controle;

d) sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva;

e) equipamentos de Proteção Individual para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso;

f) acidentes típicos em trabalhos em altura;

g) condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros.

35.3.3 O empregador deve realizar treinamento periódico bienal e sempre que ocorrer quaisquer das seguintes situações:

a) mudança nos procedimentos, condições ou operações de trabalho;

b) evento que indique a necessidade de novo treinamento;

c) retorno de afastamento ao trabalho por período superior a noventa dias;

d) mudança de empresa.

O treinamento deverá ter carga horária de 8 horas.

O trabalho em altura deve ser tratado com seriedade.

Para que o colaborador esteja habilitado a trabalhar nestes moldes é importante que seja feito os exames necessários, tendo descrito pelo médico “Apto a trabalho em altura”, pois várias doenças como labirintite ou problemas cardíacos podem ser fatal nestas atividades.

Muitos acidentes, principalmente na construção civil, acontecem pela falta de conhecimento do uso dos equipamentos necessários e a desatenção, que dependendo da altura pode ser fatal.

< Voltar